O Aeroporto

Início >> O Aeroporto >> Dicas Viagem >> Dicas de Bagagem

Dicas de Bagagem

Por Natália

Viajar é muito bom! Conhecer um novo lugar, passear e se divertir! Mas, na hora de arrumar as malas...E foi pensando nisso, que nós reunimos diversas dicas para que a sua bagagem não se transforme em um problema.

 

Mala

A escolha da mala a ser utilizada durante o seu passeio é o primeiro passo para uma viagem tranqüila.

As com volume de 60 litros acomodam bem suas roupas e objetos pessoais. Procure também as com alças e apoio de costas acolchoados, pois reduzem a possibilidade de aparecerem dores nas costas.

Para viagens mais tradicionais, as melhores são as malas duras de formato quadrado e com rodinhas. Fáceis de levar para todos os locais, não deixam as roupas amassar.

Mochila só é prática para quem vai encarar roteiros de aventura, uma boa mala de rodinhas é muito melhor.

Valises com alças só valem a pena para transportar pouco peso; senão, vão machucar sua mão. É melhor destiná-las exclusivamente à bagagem de mão.

Seja qual for o tipo de mala, mochila ou valise que você escolher, é bom que tenha bolsos fechados com zíper , cadeados e algumas divisões internas, muito práticas para separar material de toalete, guia de viagem, mapas e outros objetos úteis.

 

Que roupa levar?

Para não levar tantas roupas dentro da mala dê preferência a peças que combinem entre si. As roupas pretas, brancas, azul-marinho e crú são ideais. Peças que possam ser utilizadas tanto em ocasiões sociais quanto informais também devem ser levadas.

Escolha roupas de materiais difíceis de amassar. Caso contrário, você terá de pagar taxas de lavanderia nos hotéis ou ter em mãos um ferro de passar. Duas dicas para quem quer economizar: dependure as roupas assim que chegar e, ao tomar banho, coloque-as no banheiro. O vapor ajuda a desamassar.

 

Arrumando a mala

Leve apenas o que for realmente necessário e adequado, em, no máximo, dois volumes: uma bagagem de mão e uma de compartimento. Você só tem duas mãos

A maneira como as roupas são colocadas na mala ajuda bastante a diminuir o volume e a possibilidade delas amassarem.

No fundo, ponha os sapatos e dentro deles meias e roupas intimas. Depois coloque as peças mais pesadas, como calças jeans e casacos (o menos dobrado possível).

Quanto às camisas e camisetas, você tem duas opções. Fazer rolinhos e ir acomodando uma ao lado da outra ou dobrá-las (tente fazer as dobras na base da camisa) e colocar as golas alternadamente.

Blazers e paletós devem, se possível, ser levados na mão. Não esqueça dos saquinhos plásticos para por as peças sujas. Assim elas não se misturam com o restante da bagagem.

 

Clima

Leve apenas roupas e sapatos compatíveis com o clima do lugar para onde você vai e com os programas que pretende fazer. Os “países frios” são realmente gelados, mas não no verão. Climas frios exigem um bom casaco impermeável ou de couro, pulôveres e meias de lã. Se o frio for intenso, pense em botas forradas, gorro que proteja as orelhas e luvas.

Antes de separar as roupas que vai levar, consulte a previsão do tempo (e temperaturas médias) no país para onde você está indo.

 

 

Tamanho e peso da mala em aviões

Vôos nacionais

O peso máximo é 23 quilos. Crianças com menos de dois anos não tem direito a bagagem. Para vôos regionais, em aviões de até 20 passageiros, o limite é dez quilos.

 

Vôos internacionais

Em viagens aos Estados Unidos e África do Sul são permitidos dois volumes de até 32 quilos cada, com no máximo 158 centímetros de dimensão (some altura, largura e comprimento).

Para outros destinos, você pode levar um volume de 20 quilos na classe econômica e um volume de 30 quilos na classe executiva ou econômica.

 

Bagagem de mão

Os passageiros estão autorizados a levar uma bolsa de mão ou maleta com peso máximo de cinco quilos e dimensão total de 115 centímetros. Veja o que você também pode levar:

Um sobretudo, manta ou cobertor;

Um guarda-chuva ou bengala;

Material de leitura em quantidade razoável;

Alimentação infantil para consumo na aeronave;

Cesto para transportar criança no colo.

É aconselhável levar na bagagem de mão: jóias, dinheiro e papéis negociáveis, além de acessórios eletrônicos em geral.

 

Restrições

Não são aceitos os seguintes artigos:

Malas ou maletas com dispositivo de alarme;

Explosivos, munições ou fogos de artifícios;

Gases comprimidos (inflamáveis, não inflamáveis e/ou venenosos), tais como aerosóis;

Líquidos inflamáveis, tais como recarregadores de isqueiros, tintas e dissolventes;

Sólidos inflamáveis tais como fósforos, artigos de fácil ignição, combustão espontânea ou que emitam gases inflamáveis ao contato com água;

Isqueiros de qualquer tipo estão proibidos de embarcar em malas despachadas e ou de mão para os EUA;

Materiais oxidantes;

Venenos e substâncias infecciosas;

Material radioativo;

Materiais corrosivos, tais como mercúrio (termômetros), ácido e pilhas;

Materiais magnetizados e outros artigos perigosos;

Garrafas de oxigênio.

 

Excesso de bagagem em aviões

É sempre bom ficar atento ao excesso de bagagem para não ter de desembolsar mais dinheiro durante a viagem.

Nos vôos internacionais é cobrado 1% do valor do bilhete não promocional por quilo excedente. Já nos vôos nacionais a tarifa é mais baixa. As empresas aéreas cobram 0,5% da tarifa normal (não-promocional) por quilo a mais. Bagagens com peso acima de 70 quilos já são consideradas carga e enquadradas em outras tarifas.

Nos aviões com até 20 assentos, a tarifa é um pouco mais alta. É cobrado 2% sobre o valor do bilhete por quilo excedente.

 

Extravio de bagagem nos aeroportos

Ao fazer o check-in, preste atenção se o comprovante de entrega de sua mala está correto e guarde-o em um lugar seguro. Repare bem na mala que você está utilizando (cor, marca, se tem rodinhas, detalhes que chamem a atenção...) para conseguir descrevê-la depois se, por azar, ela se extraviar.

Além da etiqueta do lado de fora, coloque outra também dentro da mala. Essa providência é útil porque malas cujas etiquetas se perderam são arrombadas pelos órgãos de segurança.

Se sua mala não aparecer na esteira rolante depois do desembarque, vá imediatamente apresentar sua queixa no balcão da companhia aérea (ou no guichê especial para isso que existe em certos aeroportos). Caso você tenha em mãos o endereço e o telefone de onde irá se hospedar, tudo será mais simples. Salvo raras exceções, a bagagem lhe será entregue no lugar que você indicar, entre 24 e 48 horas.

Caso aconteça no Brasil, comunique à empresa aérea e preencha o Registro de Irregularidade de Bagagem - RIB. O reembolso em vôos internacionais é de US$ 20 (R$ 43) por quilo de bagagem perdida.

Já nos vôos nacionais o valor é variável e você deve procurar a companhia aérea responsável.

 

Dicas importantes

• Quem utiliza algum medicamento de venda controlada (de tarja vermelha ou negra) deve levar uma receita ou atestado médico e a bula. Certos países, como os EUA, são extremamente rigorosos nesse aspecto e remédios legais aqui no Brasil e em outros países podem ser proibidos por lá. Se você vai para os EUA e pretende levar algum medicamento – especialmente psicotrópicos –, informe-se antes no Consulado Americano sobre como proceder.

• A legislação fiscal de quase todos os países restringe a quantidade de entrada e saída de álcool e de tabaco, de acordo com as normas de seu território.

• O mesmo ocorre com dinheiro vivo: informe-se antes de transportar somas elevadas de qualquer moeda.

• Todo mundo sabe que drogas são proibidas no mundo todo. Em alguns países como Malásia, Indonésia e Singapura, as penas são muito severas e podem chegar à condenação à morte.

• Considere que durante a viagem você se sentirá tentado a fazer compras, inclusive de roupas. Guarde espaço para elas.

• Em viagens, anda-se muito! Nada de botinas pesadonas, sapatos apertados, de bico fino, nem de salto muito alto para as mulheres. Sapatos de solado de couro encharcam facilmente após umas horas de marcha em chão molhado; prefira calçados impermeáveis e de solado de borracha.