Infraero prevê variação de 10% a 20% para a reforma de 13 aeroportos

A Infraero acredita que os custos da reforma de 13 aeroportos para a Copa de 2014, antes estimados em R$ 5,6 bilhões, poderão variar de 10% a 20% “para baixo ou para cima”. A afirmação foi feita nesta segunda-feira (13/6) pelo diretor da Infraero Jaime Pereira, que garantiu que todos os aeroportos estarão aptos a receber o fluxo de passageiros trazidos pelo evento esportivo.

Pereira frisou que em alguns projetos haverá redução dos custos estimados, como é o caso esperado para as obras no aeroporto mineiro de Confins, enquanto em outras unidades, poderá haver elevação das projeções de gastos.

Para os três primeiros aeroportos que serão concedidos à iniciativa privada — Viracopos, Guarulhos e Brasília — a expectativa da estatal é fazer as obras necessárias independentemente do processo de concessão. Pereira confirmou ainda que as obras de modernização dos terminais do Santos Dumont, no Rio de Janeiro, e Congonhas, em São Paulo, deverão começar no ano que vem. Segundo ele, ainda este ano serão lançados os editais para a contratação das obras.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *